Quinta das Freiras

É o exemplo paradigmático da ligação da freguesia ao Mosteiro de Rio Tinto.

De onde lhe veio o nome? Do facto de ser presença do Mosteiro? De nele passearem as freiras que o habitaram?

Os agradáveis espaços, com abundante vegetação, frondosas árvores e um lago, convidam efetivamente a dar belos passeios, a repousar da azáfama e dos ruídos do dia a dia. Na vertente norte da quinta, corria outrora o Rio Tinto, atualmente entubado…

Esta quinta, pertencente, segundo o senhor Padre José Manuel Ramos, ao Sr. Santos Monteiro de Contumil, passou para a sua filha que era casada com o Engenheiro Corte Real. Ainda segundo a mesma fonte, a designação Quinta das Freiras é relativamente recente.

Das Atas das da Junta (do século XX), ressalta a preocupação com a sua aquisição, por parte da Câmara, bem como a definição clara quanto à sua utilização.

Assim, em 31/12/1964, o Presidente, Dr. Domingos Correia Gonçalves de Sá, convidou, de acordo com a decisão tomada na reunião anterior, vários cidadãos para darem sobre a aquisição da Quinta das Freiras.

 

Usaram então «da palavra o Dr. Alberto Teixeira de Sousa, o Dr. Faustino Pereira (em representação do Sport Clube de Rio Tinto), Agostinho Martins Ribeiro, em seu nome e em  representação da assembleia de Rio Tinto, Drª Carolina Ferreira dos Santos em representação da direção do Externato Camões e o Reverendo Abade da freguesia, que… manifestaram o seu inteiro apoio pela realização da compra da referida quinta…»

Pensava-se então utilizar a quinta para parque.

A Ata de 4/04/1965, sendo o Presidente o mesmo Dr. Domingos Sá informa-se que em 18/03/1965, fora feita «a escritura da compra da Quinta das Freiras… pela Câmara Municipal de Gondomar, considerando ser esse espaço fonte de progresso dos campos lúdico e gimnodesportivo da juventude».

Nessa mesma reunião é sugerida a aquisição da Quinta do Mota, para ligação à Quinta das Freiras.

Em 8/09/1968 aparece a sugestão de “ adaptação a estância de repouso para doentes que não podem ter em suas casas um período de convalescença condigno”.

Já depois do 25 de Abril, a Câmara Municipal de Gondomar procedeu ao arranjo dos espaços, providenciando jogos e um circuito de manutenção que, entretanto, por falta de vigilância e conservação, se degradou completamente.

Por vezes, falta de espaço para concretizar projetos, neste caso, há um belo espaço para o qual não são definidos objectivos. Assim, fica por usufruir tanto espaço verde por uma população cada vez mais carente do mesmo…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s