Toponímia

Como em todas as localidades com caraterísticas essencialmente rurais, também em Rio Tinto os elementos de referência no espaço da freguesia começaram por ser lugares. Alguns destes têm origem muito antiga como é o caso de Rebordãos, Medancelhe, Sevilhães, (…) os quais vêm referidos nas Inquisições de D. Afonso III, de 1258.

A  modificação progressiva do meio rural para meio urbano fez ruas dos antigos caminhos que de emaranhados e sinuosos, vão se transformando em cada vez mais largos e numerososos.

Com o desenvolvimento do urbanismo local, nasceram aglomerados de ruas a que foi necessário atribuir topónimos para os distinguir.

Por vezes há zonas onde abundam os nomes dos descobridores – Bartolomeu Dias, Nicolau Coelho, Diogo Cão, (…) – de espaços ligados à expansão marítima – Açores, Madeira, Moçambique, Angola, Timor, Goa,(…) – de escritores – Eça de queirós, Ramalho Ortigão, Damião de Góis, (…) . Há ainda vias com nomes de poetas  – Cesário Verde, Natália Correia, Florbela Espanca, (…)de heróis – Infante Santo, Gago Coutinho, Salgueiro Maia, (…) de santos – S. Cristóvão, S. Bento, S. Sebastião, (…). Outras artérias perpetuam lugares da freguesia, que ilustram através da toponímia caraterísticas de um passado dificilmente percetíveis no presente, como Caneiro – onde se encanava a água até aos inúmeros moinhos que aí existiam, Vila Cova – aglomerado urbano que cresceu num “buraco”, Soutelo – lugar onde predominavam Castanheiros, Ferraria – lugar onde predominavam os Ferreiros, Castanheira, (…),  que ilustram muitas vezes caraterísticas de um passado dificilmente percetíveis no presente. Há Travessas com nomes iguais aos da ruas para onde convergem.

Outras ostentam placas com nomes de pessoas de freguesias próximas ou com ação na edilidade concelhia: António Macedo, Oliveira Lobo, Porfírio de An drade, Teixeira de Sousa, Dr. José Luís Araújo – estes dois últimos também figuras da terra – (…).

De figuras ligadas à localidade, encontramos apenas o nome de vinte e nove e incluímos nesse número Cavadas, nome de casa e apelido. Algumas dessas figuras são naturais de Rio Tinto e aqui estão sepultadas. Outras distinguiram-se na localidade, mas não tiveram aqui o seu berço nem os seus restos se guardam no nosos chão.

Algumas das figuras biografadas são pouco conhecidas, não deixaram um rasto, uma marca na memória coletiva. Por vezes estão relacionados com a oferta de terrenos para a abertura da artéria, embora nada tenham feito de notório pela freguesia. Casos há em que os doadores foram as suas esposas e eles os perpetuados. Há figuras de quem se contam histórias enternecedoras, de alguns episódios pitorescos, de outras contam-se histórias que não são para recontar.

Há os bem queriods e os mal amados. Aqueles de quem se diz que merecem a rua e aqueles que causam espanto por os terem assim perpetuado. Os politicos e os padres, naturalmente por estarem mais expostos, são os mais sujeitos a diferentes olhares.

Hoje as pessoas são vistas mais como elementos integrados na sociedade do seu tempo, e neste caso muitas foram destacadas por pertencerem, à época, a essa sociedade hieraquizada em termos económicos. è também por essa razão que na toponimia das ruas encontramos por vezes, um nome de uma família, como se a representasse.  Naturalmente que predominam as famílias influentes, existindo apenas na nossa toponimia uma família pobre, de operários ligados ao sindicalismo e à arte de ferreiro.

Neste espaço vamos relatar acontecimentos sociais e históricos, ocorridos em Rio Tinto, e que têm algumas relação com a figura biografada.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s