Rezas e Talhaduras

 Rezas para Talhar

 Modo de talhar a “Rana” (febre aftosa)

Jesus, nome de Jesus. (Três vezes)

Fulano on fulana (nome)

Santa Ana pariu Maria

E Maria pariu o Senhor.

O Senhor veio ao mundo

Para consagrar a hóstia

E tudo consagrou.

Veio o padre sacerdote

Para talhar, o farfalho, farfalhote,

Pelo poder de Deus e da Virgem Maria,

São Pedro e São Paulo e São Silvestre,

Tudo o que eu faço preste.

E Nosso Senhor seja o verdadeiro mestre. Ámen. Pai Nosso e Ave-maria.

Oração para o trasorelho e para a papeira:

“Trasorelho mono, sai-te daqui que o jugo dos bois anda em cima de ti.”

Repete-se a oração nove vezes.

Oração para a “zona” ou “zirpela”:

Muito zirpela e zirpela, muita gente morre dela.

Pedro Paulo foi a Roma e se encontrou com Jesus. E Jesus lhe perguntou:

– De onde vens Pedro Paulo?

– Venho de Roma Senhor.

– Como vai aquela gente?

– Muito mal Senhor, muita zirpela, zirpela, muita gente morre dela.

– Volta para trás Pedro Paulo e cura-me aquela gente.

– Com quê Senhor?

– Com água da fonte, azeite virgem e água do monte.

(Esta oração deve repetir-se nove vezes)

Oração para tratar entorses:

Põe-se um púcaro de água a ferver. Vira-se a água para uma bacia, ficando o púcaro com a “boca” virada para baixo. Coloca-se a parte doente (pé, mão…) em cima do púcaro. Está uma pessoa a fazer que cose e diz-se esta oração. É um diálogo entre o doente e a pessoa que está a ajudar. Começa a pessoa e o doente responde.

– O que coso?

– Carne aberta, fio torto.

– É isso mesmo que eu coso.

Repete-se nove vezes. Na nona vez diz-se:

– É isso mesmo que eu coso. Em louvor de S. Silvestre, tudo que eu faço, tudo presta. Deus Nosso Senhor è o verdadeiro Mestre.

Como se tratavam as lombrigas (bichas)?

Fazia-se um colar de alhos e punha-se ao pescoço.

Como se tratava a picadela de uma abelha?

Colocava-se na picadela o sumo de uma uva verde ou uma moeda preta (de cobre).

Como se tratava o sarampo?

O doente devia ficar no quarto, muito bem agasalhado e coberto com roupas vermelhas. Os candeeiros também deviam estar com panos ou papéis vermelhos. Sabe-se que o sarampo pode provocar lesões nos olhos, devia ser por isso que se procurava um ambiente escuro.

Como se tratavam dores de estômago ou intestinos?

Fazia-se um chá de macela ou camomila.

Como se aliviavam as dores de barriga e dentes?

Fazia-se uma papa quente de linhaça (uma planta) e colocava-se no lugar onde doía.

Como se tratava um “galo” na cabeça?

Com papel “mata-borrão” molhado em vinagre.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s